sexta-feira, 31 de outubro de 2008

VOU SER TIA AVÓ

E MAÍRA, MINHA SOBRINHA

ESTÃO ESPERANDO SEU PRIMEIRO FILHO!!!!!

SEREMOS TIOS AVÓS PELA PRIMEIRA VEZ, MINHA SOGRA BISAVÓ PELA PRIMEIRA VEZ E ANINHA ALÉM DE PRIMA DE SEGUNDO GRAU, DIZ QUE VAI SER TIA.....

PARABÉNS QUERIDOS SOBRINHOS
!!!!
( FOTO: Maira com minha sogra)

VOU SER TIA AVÓ

MEU SOBRINHO MAIS VELHO, O EUVALDINHO


NASCIMENTO DO JOSUÉ

NASCIMENTO DO JOSUÉ, FILHO DO RAFAEL E DACIANE, NOSSOS QUERIDOS IRMÃOS CEARENSES.


(Aqui está colado um depoimento que o Rafael deixou no meu ORKUT)

Tomas e Carol
Estou muito feliz.
Aquele rapazinho, que vcs encontraram no Ceará e resgataram pra Jesus, hj é um Homem formado completamente agora.

JÁ SOU PAPAIIIIIIIIIIIII
GRAÇAS A DEUS.
Então vcs são avós espirituais.

Sou muito Grato a Deus pela Vida de Vcs e vou ensinar a meu filho tudo que aprendi com vcs dois.

Estou a uma semana sem sair de casa só curtindo meu Bebê.

Ele nasceu com quase 4 quilos e 52 centímetros.

Um touro......
Puchou o Pai..

Abraços!!!!!!!!!!!

Fiquem, na Paz

ESTOU MUITO FELIZ

PARABÉNS QUERIDOS RAFA E DACIANE POR ESTA LINDA FAMÍLIA!!!


AGITAÇÃO TOTAL


ESTAMOS CORRENDO CONTRA O TEMPO

Desde que decidimos voltar ao campo missionário, na cidade de Baturité - Ceará, estamos correndo por causa dos preparativos para a volta. E são muitos detalhes......

Primeiro procuramos o meio mais em conta de voltarmos, carro ou avião? Pesquisei itinerário para voltar de carro e vendo o trajeto, preço do combustível e hotel que aceite cachorro e gato e todos dias pesquisando promoção de vôo. Também orçamos transportadora de carro. Depois de uma semana de pesquisa, decidimos: achamos uma passagem super em conta, pela Gol, mas só que no dia 31 de Dezembro, chegando no aeroporto de Fortaleza às 23hs e quem sabe passaremos a passagem do ano nas esteiras esperando nossas bagagens ou no caminho do nosso apartamento em Fortaleza. Mas tudo ótimo!!!! No vôo consegimos vaga para nossa cahorrinha, Meggy e nosso gatinho, Tibby. E a transportadora para o carro num preço super bom.

O difícil está sendo arranjar uma boa transportadora para nossa mudança, boa, no sentido de preço. Essa é a nossa décima quarta mudança em 23 anos de casamento e a terceira em três anos de São Paulo. Aqui em São Paulo temos muita opções e podemos escolher por preço. Mas para sair do estado, são poucas e preços muito elevados. Hoje mesmo estive horas orçando, fazendo listas dos nossos bens e esperando por preços melhores.]

As vezes até penso em vender tudo e comprar lá nossos móveis. Mas minhas coisas são especiais e tudo tem uma história. Meus móveis são todos de segunda, terceira ou até quarta mão. Mas cada um tem uma história legal com a pessoa especial. Minha cama de casal era da minha sogra, que foi por toda a sua vida toda de casamento. A cama da Aninha foi da Cidoca e Ulisses, de muitos anos de uso. Meu sofá da sala foi dado pela minha cunhada Andrea, da cor que eu mais gosto, azul e é lindo. Minha sala de jantar foi da casa da Ana Bia e foi um lugar de muitas conversas especiais com pessoas especiais por anos. Tenho uma mesa na sala ao lado do sofá que foi a primeira escrivaninha do consultório do meu pai e ainda tenho o banco lindo de madeira que era da sala de espera. Minha mesa de centro de tampo de vidro, era da minha mãe e foi toda restaurada. O meu armário bar também presente da minha mãe. E as minhas porcelanas pintadas pela minha sogra (abajour, porta guarda chuva, pratos de parede, cachepot, xícaras de café, enfeites e um jogo de 24 peças de jantar) ; enfeites de sala vindo da casa da minha mãe; enfeites que ganhei de várias pessoas que hospedei em casa nestes 23 anos de casadas, pessoas de diversas regiões do Brasil e do mundo....são coisas, perecíveis, materiais....mas de valor sentimental. E os meus livros? Acho que tenho umas 8 estantes de ferro cheia de livros. Alguns eu leio todos os anos, outros são para pesquisa, alguns para emprestar. Várias apostilas de estudo e apostilas que eu mesmo escrevi...teria muito mais, mas na mudança do Ceará para SPaulo deixei muitos livros, DVD, brinquedos pedagógicos, enfim instrumentos do meu trabalho na Art'Escola, mas os missionários sairam da casa e agora nem sei aonde estão as coisas que deixei por lá...acho que perdi tudo. Fora os livros, deixei móveis, enxoval, minha cama, cobertores e tapetes feitos pela minha avó e muitas outras, coisas porque sabíamos que iríamos voltar e perdi tudo. Por isso penso em não vender e nem deixar por aqui. Então nesta semana vou ficar na internet procurando uma transportadora que podemos pagar.

Mudança envolve transferência de contas, revistas, endereço, telefones e tudo isso dá algum trabalho. Outros meios de comunicação serão necessários serem cancelados, teremos que pagar multa e iniciar um outro contrato lá no Ceará. Sair da UNIMED daqui e iniciar outra lá e tentar diminuir as carências , mas se não conseguirmos, temos que nos prevenir e então marcamos médicos para check up e dentista. Tenho a próxima semana lotada de consultas médicas e depois exames laboratoriais.

Para pagar todas essas contas, multas e o que mais aparecer, Tommy está dando vários plantões durante a semana e eu fico aqui tentando resolver os assuntos burocráticos. Mas creio que temos que ser prevenidos, organizados e responsáveis. Há dez anos atrás fomos para o Ceará sem filha e agora a responsabilidade é maior. Então também estamos vendo tudo que a escola de lá necessita de documentação, mas eles são tão organizados que após 3 anos eles ainda tem a pasta da Aninha com a sua documentação principal.

Costumamos sempre deixar a casa que alugamos do jeito que encontramos, então estamos planejando pintá-la. Mas nosso sítio, nossa casa e a casa missionária também estão sendo preparadas para os primeiros tratos: nossa casa é caiada, então é mais fácil e barato, o mato é só cortar, pois não sei se a seca matou minhas folhagens, flores e árvores frutíferas. Meus cachorros, já sei que morreram, por maus tratos, isto não posso afirmar! Minhas galinhas, patos, gansos, perú, galinha d'angola foram todas vendidas. Os peixes do lago, ainda não tive notícias. Mas algumas supresas terei depois de três anos de ausência. Mas encontramos nosso antigo empregado e amigo Cabeça, um homem sério e de nossa confiança, que vai ver nossa propriedade e dar um trato nela.

Temos dois meses para nos preparar em todas as áreas da nossas vidas e nesta jornada estaremos todos os dias.

SORVETE DA VÂNIA




SORVETE DELICIOSO:

Ingredientes:

4 gemas
1 lata de leite condensado
2 latas de leite comum
4 colheres de chocolate
4 colheres e água
açúcar carramelizado
4 claras em neve com 8 colheres de açúcar
1 lata de creme de leite

Modo de fazer:

Colocar numa panela 4 gemas, 1 lata de leite condensado e 2 latas de leite comum. Fazer um creme e levar para esfriar em banho maria com água fria.
Carramelizar uma forma de buraco e colocar na geladeira por 10 minutos.
Fazer uma calda com 4 colheres de chocolate e 4 colheres de água. Misturar no fogo até esquentar.
Bater as 4 claras em neve e ir colocando aos poucos as 8 colheres de açúcar, deixando ficar bem duro.

Colocar o primeiro creme já frio (pelo banho maria) na batedeira, após ter batido as claras em neve, misturar e depois ligar a batedeira. Retirar da batedeira e misturar com uma lata de creme de leite sem soro.
Colocar a calda de chocolate na forma carramelizada que está esfriando na geladeira
Por fim colocar a mistura da batedeira na forma carramelizada já com o chocolate e levar ao freezer. Uma receita meio complicada de fazer, mas fica saborosa!

História da receita:

Essa receita aprendi com minha querida amiga Vânia. Tenho duas histórias, uma recordação boa e outra ruim.
A boa foi na primeira vez que a Vânia fez o sorvete, no primeiro jantar que fizemos na garagem da minha casa no tremembé. Um mês antes fizemso um super chá para mulheres e neste convidamos os maridos. A Vânia e Rute tinha um grupo de estudo com mulheres solteiras e elas nos ajudaram a cozinha, decorar e servir. Arrumamos mesas para 4 lugares, toalhas brancas, meus jogos de jantar mais finos, vela no meio da mesa, flores por toda garagem. Elas conseguiram deixar a garagem de ladrilho amarelo num ambiente muito romântico. Os jovens rapazes serviam as bebidas. Na hora da sobremesa, chegou o sorvete da Vânia, num prato de friso dourado e por cima uma pétala da árvore primavera na cor de rosa. Amei esta sobremesa e sempre faço em dias especiais.
O incidente com o sorverte aconteceu num natal na cidade de Baturité - Ceará. Eu estava no dia 24 de Dezembro na cozinha fazendo as sobremesas, pois neste ano, a mãe da missionária Ana Claudia veio de Baúru passar o natal em casa. Os outros missionários e alguns amigos de Baturité vinham para jantar em casa. Na hora de carramelizar a forma, não sei o que aconteceu, que ela pulou de cima do fogão e caiu em cima da minha perna. Eu estava de vestido comprido e o açúcar queimado grudou no meu vestido e este na minha pele e a calda começou a escorrer pela perna chegando aos pés. Que dor horrível! Como foi difícil desgrudar o vestido da pele....Fiquei com partes da minha perna marcadas na cor marrom por um ano. Apesar da queimadura ter sido feia, a ceia de natal ficou linda, muita gente em casa e todos amaram o sorvete da Vânia...

AUTO ESTIMA




A MULHER E A SUA AUTO ESTIMA 


O que é auto estima?
A auto estima é a opinião que temos de nós mesmos. É a imagem que temos de nós. Como nos vemos e como nos percebemos. Eu creio que a nossa auto estima é fruto da forma dos nossos relacionamento passados, como as pessoas nos trataram desde a nossa tenra idade. Pessoas importantes em nossas vidas: pais, irmãos, avós, tias, primas, amigas, professoras, chefes, namorados, marido, filhos.... Se recebemos amor, carinho, respeito, honra e apoio destas pessoas, é provável que tenhamos uma boa auto estima. Se aconteceu ao contrário, recebemos maus tratos, criticas, rejeições, gozações, violência, desonra, agressividade e renegados, podemos ter desenvolvido uma baixa auto estima. Nós mulheres sofremos muito com a baixa auto estima, porque fomos educadas e tratadas para sermos frágeis, que não podemos fazer algumas coisas que não aguentamos e recebemos influência de uma educação vindo da cultura da ditadura militar . A sociedade colocou padrões inatingíveis para as mulheres: tipo de corpo magro, rosto lindo, elegante e sensual. Esse padrão de beleza e biotipo, aprendemos desde nossa infância através das estórias infantis: A Bela adormecida, cinderela, branca de neve, dumbo, patinho feio e outras; da boneca Bárbie, das revistas de moda que mostram fotos de mulheres bonitas, magras e elegantes (apesar de estarem magras, abaixo do peso ideal e sofrerem e aneroxia e bulimia) e a Televisão com novelas exibindo a mulher ideal brasileira.

Quem nos cobra este padrão nos apresentado? Nossas mães, tias, avós, professoras, colegas e patrões. Desde cedo você sabe que as bonitas, magras, inteligentes e ricas terão tudo na vida e as feias, gordas e desengonçadas sofrerão um bocado nesta sociedade injusta. E nossa família começa com as criticas quando engordamos, comparações com nossas primas ou amigas mais bonitas e atraentes..... Que criança e adolescente aguenta receber tanta critica? Na escola, a classe já separa as bonitas das feias, as magras das gordas e as populares ganham tudo e as que sobram são as perdedoras. Que jovem aguenta receber piadas de defeitos, ser deixada de lado, ser mal falada? No trabalho, claro que as mulheres mais bonitas, magras, extorvertidas farão mais amizades, terão mais oportunidades. Que mulher adulta consegue ficar sem depremir com tantas criticas , rejeições e palavras negativas recebidas desde criança?

Como eu encarei a auto estima? Eu sofri criticas, comparações, rejeições, apelidos, palavras negativas em todas as fases da minha vida. Só na idade mais adulta soube trabalhar todas elas na minha mente e emoções. Graças a minha formação universitária de Serviço Social e na PUC, onde realmente aprendi as intensões reais da mídia em vender este padrão de beleza e do corpo esbelto: objetivo de vender, ganhar dinheiro e para poucos ficarem ricos a custa da insatisfação da mulher em não conseguir alcançar a meta imposta pelas industrias de beleza, divulgada pela mídia. Nesta época descobri que 10% das mulheres do mundo se aplicavam a este modelo visto e revisto, ouvido e sonhando durante toda minha vida. Que havia um markenting mentiroso por detrás desta farsa. E muitas mulheres caem nesta armadilha e sua auto estima cai junto. Depois mais tarde comecei a ler a Bíblia e conheci o padrão de beleza de Deus, o próprio criador da beleza. E descobri que tudo o que Ele cria e criou é bonito e o feio quem denominou foi a própria sociedade capitalista. Assim com a Palavra entrando nos meus pensamentos, minha mente mudou. Por consequência minha auto estima aumentou, curou minhas emoções e trouxe para a realidade o verdadeiro padrão que Deus tinha para minha vida. Mas é claro que tive que trabalhar o meu eu para que minha auto estima aumentasse e eu gostasse da minha pessoa como eu era
.
O que fiz para ajudar aumentar minha auto estima? Aceitando como eu sou. Parei de me comparar com outras mulheres. Entendendo que cada uma foi criada com um bio tipo diferente. Lembranado que cada mulher é um ser único, divina e especial. Fiz uma lista dos meus pontos fortes e dos meus fracos. Quanto aos pontos fortes da minha vida, dediquei a melhora-lhos. Quanto aos fracos, o que poderia eliminá-los, o fiz e os que não conseguia, deixei diminuir para que os altos fossem mais marcantes. Aprendi do que sou capaz de fazer e treinei-me nestas áreas, para ser boa no que tenho ou fui chamada a fazer. Comecei a tirar um tempo da minha agenda para cuidar da mente (ler e estudar), da alma (ter um tempo comigo mesma), corpo (tempo para exercícios, cabelereiro e dietas) , lazer ( fazer mais o que gosto e que me relaxava). Não dei mais ouvidos para criticas quanto ao meu corpo e feições. Não deixo mais me compararem com outras mulheres. Eu sou o que sou e ponto final. Comecei a olhar no espelho e me admirar e falar bem de mim mesmo. Pensar em coisas boas ao meu respeito. Escrever minhas qualidades na agenda e sempre ler. Acreditar nos elogios das pessoas e aceitar com prazer. Ouvir mais o meu marido que tem uma ótima auto estima e acreditar quando ele diz que me acha bonita, atraente e que gosta do meu jeito. Aceitar o amor de Deus por minha vida e gostar do que ele fez em mim. Nesta último ano fiz terapia. Ainda estou em trabalho....nunca termina cuidar da nossa auto estima.

quarta-feira, 29 de outubro de 2008

SENDO INSTRUMENTOS DE AMOR PARA SERVIR


ORAÇÃO DE SÃO FRANCISCO " SENHOR, FAZE DE MIM UM INSTRUMENTO DA PAZ, ONDE HOUVER ÓDIO, QUE EU SEMEIE O AMOR, ONDE HOUVER DANO, QUE EU SEMEIE O PERDÃO, ONDE HOUVER DÚVIDA, QUE EU SEMEIE A FÉ, ONDE HOUVER DESESPERO, QUE EU SEMEIE A LUZ E ONDE HOUVER TRISTEZA, QUE EU SEMEIE A ALEGRIA".


Ao invés de olhar o mundo necessitado ao nosso redor e queixar-se das desgraças; em vez de ler as notícias e só se lamentar; ao invés de criticar o governo, políticos e a sociedade....devemos tomar uma atitude!!!

Fazer algo a respeito das necessidades que estamos observando. Ter a consciência limpa diante de tanta desgraça social. Estamos neste mundo como parceiros de Deus para satisfazer as necessidades das pessoas, nossos semelhantes. Estamos aqui no mundo para oferecer soluções onde há problemas que parecem insolúveis. Para trazer alegria e felicidade no meio de tristezas e angustias.

Deus está te chamando para fazer a diferença na sua escola, no seu trabalho, no seu bairro e sua cidade e no nosso país. Deus está te chamando para fazer uma nova história para nossa sociedade.

Deus está te chamando para ser cristão e não um religioso. Ser cristão é ser um Cristo aqui na terra. É fazer o que ele fazia enquanto esteve aqui na terra. O que ele fazia?
Primeiro ele andava com pessoas e não fazia atividades religiosas. Ele vivia no meio do povo sofredor, pobre, miserável e também dos ricos que queriam ser humildes de coração. O que ele não fazia, era ficar o dia todo em oração, ensaiando louvores e cantando o tempo todo, arrumando a Igreja, dando seminários, fazendo cultos organizados dentro do templo, fazendo reuniões administrativas em escritórios, exortando o tempo todo os irmãos, colocando jugo na vida das pessoas....ele não foi religioso e ainda criticava os religiosos, que eram os fariseus da época.

Você é um cristão voltado totalmente para as pessoas e suas necessidades ou um religioso voltado para sua Igreja, sua denominação e suas atividades eclesiásticas?

Eu o convido para uma reflexão: O que Jesus veio fazer na terra? Como ele o fez?

Se você quer imitá-lo, então deixe o serviço religioso e se converta num cristão verdadeiro e vá paras as ruas.....comece a pensar com a mente de Cristo, amar como o coração de Cristo e ajudar as pessoas com as mãos de Cristo. É só usar todas as habilidades, talentos e dons que Deus te deu e aproveitar as oportunidades que aparecem na sua frente. Muitas pessoas feridas na alma, machucadas no coração, presas nas suas angustias, carregando fardos pesados e precisando de um ombro para encostar, de um ouvido para ouvi-lo e de um abraço para abraçá-lo. Você precisa estar com "as antenas ligadas", ter discernimento, pois ao teu lado há muitos que necessitam da sua ajuda. Vamos ser um canal de amor para servir a nossa sociedade carente.

Há também idosos abandonados por seus familiares. Crianças violentadas por suas famílias e doadas para adoção. Jovens presos nas drogas. Homens vencidos pelo alcoolismo. Mães solteiras não tendo aonde morar e como sustentar seus filhos. Mendigos nas ruas e sem uma alma para entende-los e "reencaminha-los". Mulheres agredidas pelos maridos. Adolescentes abusadas sexualmente por um membro de sua família. Crianças vítimas de abusos sexuais e de violência física. Casais divorciando porque ninguém teve tempo de ouvi-los. Crianças analfabetas. Pessoas desempregadas. Jovens desqualificados profissionalmente. Gente faminta. Pessoas sem casa, desabrigados.

Enfim, muito sofrimento perto da nossa casa, na nossa cidade e em todo Brasil. E o que estamos fazendo? Vamos soltar os talentos que temos dentro de nós e começar a servir ao próximo. Você pode usar sua profissão, uma vez por semana e ser voluntário numa instituição. Ou gastar algumas horas para ouvir uma pessoa que sofre, chorar com ela, dar seu ombro amigo e abraçar sua causa e sua vida. Dar aula de reforço escolar para crianças e jovens que não tem condições de pagar. Pagar uma escola particular para uma criança que seus pais nunca poderiam faze-lo e investir na educação dela. Ir na casa de um idoso ou cego e ler um livro. Visitar um deficiente físico e fazer companhia. Você pode ser voluntário num hospital, presídio, abrigo para idosos ou crianças abandonadas....Dar roupas, produtos de higiene, móveis, dinheiro para instituições já organizadas. Use a sua criatividade e comece amanhã a dar, doar-se e servir.

MADRE TEREZA DISSE: " SE, AS VEZES, PESSOAS TIVEREM QUE MORRER DE FOME, NÃO É PORQUE DEUS NÃO SE IMPORTOU COM ELAS, MAS PORQUE VOCÊ E EU NADA DEMOS, NÃO FOMOS INSTRUMENTOS DE AMOR NAS MÃOS DE DEUS, PARA LHES DAR AQUELE PÃO, PARA LHES DAR AQUELAS ROUPAS, PORQUE MAIS UMA VEZ DEIXAMOS DE RECONHECE-LO QUANDO JESUS VEIO NUM DISFARCE DE TRISTEZA SEM LAR, A PROCURA DE ABRIGO".

terça-feira, 28 de outubro de 2008

Uma história recente da filha de uma amiga cearense

"Aqui está um relato da filha de uma amiga nossa de Baturité. Uma amiga que trabalhou com o Thomas no Programa Saúde da Família e ela era uma agente de saúde da mesma equipe. Ficamos amigas desde esta época e nos correspondemos pelo ORKUT. Agora que a nossa prefeita ganhou as eleições escrevi dando a notícia da nossa volta e vejo este relato - denúncia feito por sua filha. Pedi permissão para colocar no meu blog, pois gostaria que meus amigos paulistas, cariocas, mineiros , curitibanos....enfim o pessoal do sudeste e sul soubessem como é a política de Baturité. Este relato confirma o que eu disse outro dia sobre nossa história com a política da mesma cidade. Leia e medite nestas palavras".

Relato feito por minha filha, a respeito do seu Chá-Niver!!

Meu chá foi dia 20/09/2008...
Com quase um mês de antecedência minha mãe reservou o local, CSU (Centro Social Urbano) de Baturité e todo o material necessário para o chá, mesa e cadeiras, fiz meus convites (ficaram liiindooos), imprimi numa gráfica rápida e mandei para minha amiga Aline (a “lôra” mais linda de Baturas), que estava organizando a festa, os preparativos foram uma comédia, alguns amigos que não sabiam ainda do casamento ficaram surpresos. kkkkkkkkkkkkkkkkkk!!!
Na sexta minha mãe foi no local para confirmar o evento, uma certa pessoa mal respondeu as suas perguntas, mas confirmou horário e material, sábado fui pegar o bolo com minha irmã (de ônibus), já viu né?!! Meio dia fomos para Baturité, tudo estava saindo perfeito, minha mãe fez um prato quente para servir, docinhos, refri e vodca, quando ela foi no CSU para organizar as cadeiras e deixar o que seria servido.... Adivinhem? A responsável por ele tinha trancado o material e ninguém sabia dela, minha mãe rodou Baturité inteiro procurando essa mulher pra pegar a chave, e nada, ninguém sabia dela, ninguém sabia dessa chave, e tudo isso pq? PICUINHAS POLÍTICAS, mesmo o CSU sendo de uso coletivo, não importa a opção política da pessoa, ou melhor não deveria importar, pq até onde sei vivemos num país livre e democrático, ele (CSU) é da população de Baturité, não importa se 15 ou 45, somos filhos desta cidade, somos contribuintes municipais, cumprimos nossas obrigações, TEMOS NOSSOS DIREITOS, não sei se chamo isso de irresponsabilidade, de falta de consideração ao cidadão de Baturité, ou se chamo de mesquinhez, de política barata; depois de muitas chateações resolvemos fazer na minha casa, tivemos que deixar uma pessoa na porta do local para avisar aos convidados que seria em outro lugar, GRAÇAS A DEUS amigos não nos falta, todos foram muito prestativos, local pra realizar o chá não faltou, João obrigada por oferecer o BAC, não fizemos lá por alguns motivos que vc deve imaginar, Vagné (meu padrinho)obrigada pela ajuda, vc com certeza se destaca de muitos que se dizem melhor para todos, Flavinha (minha Madrinha) mesmo de longe tentou dar o jeitinho dela, cadeiras não faltaram, todos compreenderam a mudança repentina do local do chá, os amigos foram chegando pouco a pouco, mesmo com todo esse constrangimento não faltou animação, VI meus amigos queridos, REVI amigos maravilhosos, abracei muito, ri muito, coloquei as fofocas em dia, tirei muitas, muuuitas fotos, virei uma palhacinha toda pintada, (Minha mami estava presente e não deixou ninguém me maltratar muito!kkkkkkkkk) ganhei presentes maravilhosos, comemos, brincamos -errei quase todos os presentes.... foi d mais!
Não tenho palavras para agradecer a todos que foram, aos que ajudaram e toda ajuda foi mesmo necessária, aos que me ligaram ou que mandaram recados por orkut, e até aos que pensaram que mínimos problemas como esse, fosse tirar o brilho dessa festa, fosse abalar pessoas como nós, firmes, e com base sólida.
Aline, minha amiga, MUITÍSSIMO OBRIGADA POR TUDO!
Mãezinha nem tive tempo de te agradecer por tudo que a senhora é na minha vida, por tudo que a senhora faz por mim, mesmo com tudo que aconteceu, foi perfeito, eu amei, e é por essas e por muitas outras, que NÃO MUDAMOS JAMAIS! E no fundo nós já sabíamos...
Aos amigos que não foram citados: não teria como, não teria espaço para agradecer a todos pela força e pela amizade de vc’s!

Bem, infelizmente existe uma parte deste relato que não poderia calar, eu gostaria que ele fosse somente de palavras alegres, mas a verdade deve estar presente em tudo, seja ela qual for!

Bjus...

BATURITÉ



HISTÓRICO:







Em 14 de Abril de 1765 foi inaugurada a Vila de Baturité. Em 9 de Agosto de 1858 a Vila transformou-se em cidade.

Baturité quer dizer SERRA VERDADEIRA BATU = morro, serra ou morro ETÉ= excelência (em Tupi)


PERFIL DE BATURITÉ:
 

Aspectos territoriais e climáticos: O município faz parte da Microrregião de Baturité e é composta pelos municípios: Acarape, Aracoiaba, Aratuba, Baturité, Barreira, Capistrano, Guaramiranga, Itapiuna, Mulungu, Pacoti, Palmácia e Redenção. Distando 84,00 km de Fortaleza. As temperaturas médias giram em torno de 30 graus . Social e Populacional: Escolas de primeiro e segundo grau e agora faculdades da capital estão entrando com cursos universitários de final de semana. Há transporte escolar pela prefeitura. Uma população em torno de trinta mil habitantes, onde 63% residem na zona urbana e 44% na zona rural.
Aspectos Econômicos: Indústria (cerâmica, confecções, panificação, serraria, refrigeração, metalúrgicas e produtos de limpeza), agro-indústria (castanha, farinha, doce, rapadura, cajuína, polpa de frutas), serviços (salão de beleza, oficinas mecânicas, prestação de serviços gerais, oficinas eletrônicas, hotéis, bares, restaurantes, táxi, moto táxi, serviços médicos , contadores, advocacias, vídeo locadora), agricultura (milho, arroz, feijão, mandioca, caju, cana de açúcar, frutíferas, hortaliças orgânicos, floricultura), artesanato (crochê, bordados, tapeçaria, trabalho em cipó, trabalho em couro e madeira, folha da bananeira, pinturas, vassoura de palha), comércio (mercantil, sorveterias, farmácias, frigoríficos, óticas, boutiques, materiais de construção, eletrodomésticos, padarias, lojas fotográficas, mercado público, feira livre, loja de 1,99, Boticário, Água de Cheiro e outros), rede bancária (Banco do Brasil, Bradesco, Caixa Econômica e Banco do Nordeste), comunicação (correio, telefonia, jornais locais, rádio AM e FM.), recursos hídricos ( serviços de abastecimento de água e açudes (reservatório de água). Água encanada em apenas 70% das casas), não há saneamento básico. Saúde: Santa Casa, hospital e maternidade, dez postos de saúde, três laboratórios, um centro de nutrição, programa de aleitamento materno, incentivo a vacinação, consultórios odontológicos, agentes de saúde e médicos da família, fonoaudióloga. Baixo índice de mortalidade infantil. As doenças mais comuns: verminoses, pneumonia, doenças da pele, hipertensão arterial, diabete, doenças reumáticas e lechimaniose.
Cultural: grupo teatral, grupo de dança, coral , artesanato, monumentos históricos e tradições populares. Santos venerados: SFrancisco das Chagas e de Assis, NSenhora da Palma, SLuzia, Pe Cícero, Frei Damião, Sto Antonio, SJoão, SPedro. Festas: As festas do dia dos santos é o ponto mais alto da cidade. Em Baturité são duas festas anuais, a de SLuzia e NSenhora da Palma, que são consideradas as padroeiras. Nestas festas a Igreja Católica promove de 15 há um mês de festas nas praças em frente a Igreja destinada a santa. Inicia com a novena e depois na praça há um parque de diversões, barracas de comidas típicas, feitas pelas senhoras da Igreja, barracas de artesanato e brincadeiras. Neste tempo a cidade gira em torno da festa. Há uma festa muito importante que é a da sexta-feira da paixão - sexta feira santa: é o dia consagrado para as famílias se reunirem. Muitos fazem jejum de café da manhã e só vão almoçar, que é o ponto forte da festa. Neste almoço há todo tipo de comida típica e muita fartura. Os familiares que moram em outras cidades viajam para casa de seus pais e neste dia há a comunhão familiar. (lembra um pouco o dia de Ações de Graças dos EUA, pela importância que se dá). O Dia de finados, a cidade para de manhã e todos vão ao cemitério, com flores, rezas e depois vão ao comércio fazer compras. As festas juninas são muito bem preparadas e com antecedência: há novenas, fogueiras nas portas das casas nos dias dos santos. As quadrilhas fazem seu enredo e na maioria é sobre a cultura sertaneja, as roupas são feitas com tecido de alta qualidade e muito bem escolhida e muito ensaio. Pois o governo do estado faz concurso de quadrilhas dos municípios e o prêmio é muito bom. O concurso inicia por cidade até chegar ao estado. Religião: Em Baturité há a Igreja Católica, Evangélica, Espiritismo, Umbanda e seitas esotéricas. A Igreja católica tem muita influência na cidade e lá foi instalado uma escola Jesuíta na década de 20 a 90. Neste seminário formou-se muito padre e estes foram enviados para todo Nordeste. Além dos católicos tradicionais e muito fiéis a Deus e a sua religião, há também o catolicismo popular desvinculado de muitos dogmas do Vaticano. Uma razoável adesão aos cultos afro: umbanda, candomblé, igreja de satanás, feitiçaria e outros. A igreja evangélica com sua forte tradição religiosa tem agredido a cultura e os costumes do povo. Tem-se pregado um evangelho de condenação e confronto aos deuses sertanejos, sem o mínimo respeito ou sabedoria. Muitos evangélicos tem um postura contra católica. Envio de obreiros mal preparados, mal pagos e mal treinados. Identificação de elemeos negativos da cidade: Famílias desestruturadas (adultério e muitas mães solteiras), alto índice de alcoolismo e drogas, Violência por arma de fogo e branca, poluição dos rios e destino inadequado do lixo, desmatamento desordenado e queimada irregulares, má conservação do solo, inexistência de aterro sanitário, ausência de planejamento turístico, discriminação social e política, falta de emprego, falta de visão empreendedora.

ESTA É A CIDADE ONDE MORAMOS POR 3 ANOS : THOMAS FOI MÉDICO DO PROGRAMA SAÚDE DA FAMÍLIA E EU TRABALHEI COMO COMUNICADORA NA RÁDIO COMUNITÁRIA LOCAL (GIRASSOL) E NA NOSSA ONG EKBALO, COM PROJETOS DE AÇÃO SOCIAL.

ESTAMOS VOLTANDO PARA NOSSA CIDADE COM MAIS PREPARO TÉCNICO, COM CURSOS NA ÁREA DO TERCEIRO SETOR, CURSO DE EMERGÊNCIAS NO HOSPITAL DAS CLÍNICAS - USP, CURSO NA ÁREA DE RÁDIO, CURSO DE DESENVOLVIMENTO COMUNITÁRIO E MISSÃO INTEGRAL E OUTROS. VOLTAMOS COM MAIS SONHO, ENERGIA E ENTUSIASMO.

O NORDESTE


O Nordeste é o bolsão de pobreza, onde dois terços da população vivem em situação de pobreza absoluta. Existem vários "Nordestes", de características climáticas, humanas e até culturais, diferenciadas entre si. O Nordeste é uma região de contrastes. Nele podem ser encontradas populações vivendo num estado de "seminomandismo', como os moradores do sertão. E os grupos, principalmente nas grandes cidades, que atingem as etapas mais avançadas da civilização moderna. O Nordeste compreende de 9 estados e o Ceará, é o estado que escolhemos para fazer a nossa missão. O Nordeste está dividido em quatro grandes regiões naturais: Mata, Agreste, Sertão e Meio Norte. Baturité, a cidade que vamos voltar, fica no agreste, uma zona de transição entre a Mata e o Sertão. Mas em algumas localidades da cidade estão situadas no Sertão e outras na Mata. O clima do agreste e sertão é semi úmido e há somente duas estações bem definidas: uma chuvosa e a outra seca. Inverno e verão. Lá não há outono e nem primavera. O Nordeste apresenta um nível de desenvolvimento econômico bem inferior ao restante do país. Milhões de pessoas vivendo em estado de extrema pobreza. tanto por causa da seca como plea grande injustiça social. Nas décadas de 60 a 80 houve uma grande migração para o Sudeste do país. Não porque o nordestino desgostasse da sua terra. Ao contrário, o sonho de cada um era ganhar dinheiro e voltar á sua terra para viver em melhores condiççoes. Era obrigadao a buscar emprego em outra região, poque na sua não havia. Os políticos na sua grande maioria corruptos ( agora como em todo canto do país) dominam a região administrativamente de forma retrógrada, e desonesta, desviando, sperfaturando, usufruindo forma ilegal os poucos recursos que deveriam se empregados em benefício do povo.

segunda-feira, 27 de outubro de 2008

UM APELO





O SERTANEJO BRASILEIRO (por Thomas Gregory)





Por que precisamos de missionários: "Somos 19 milhões de brasileiros, 10% da população total. Em mais de 10.000 povoados, a presença de cristãos verdadeiros é abaixo de 1%. Em toda nossa população, não há mais de 5% de presença de irmãos...e os que tem, são na maioria radicais, exclusivistas, "criadores de causos" e religiosos....de Jesus mesmo, "quase não se lembra, não"!!!!
Nosso clima: Quente entre 35-43 C na maior parte do tempo. De Fevereiro à Maio, se formos agraciados pelo Deus bom, temos o INVERNO, quando dá para plantar. Mas temos que guardar água nas cisternas....senão vamos passar fome....o gado vai morrer.... a noite o sertão fica "fresquinho" e quando é tempo de lua cheia....a noite fica linda.
Nossa família: Já foi tempo que tínhamos uma filharada, 5, 9 ...10 filhos. Hoje, a vida difícil são dois ou três no máximo. Também tem a pílula ou a mulher liga as trompas. Nossa família abriga um ou dois idosos, e isto é muito bom, pois eles tem o "aposento", que é um salário mínimo, que nos ajuda "acustear" as despesas. Guardamos o milho e fava, um pouco de feijão, farinha de mandioca. O governo nos dá a bolsa família, que na maior parte das vezes não passa de R$100,00. As vezes , tem diária de R$ 8,00 para o trabalho da enxada. Quando temos espaço, criamos galinha, porcos, cabra e até uma vaquiha. A gente não é preguiçoso não, senão trabalhamos mais, é porque falta oportunidades....muitos já migraram para capital e outros para São Paulo ou Rio de Janeiro. Mas a coisa tá feia por lá....só para quem tem estudo e coragem.
Vida Social: Tudo é muito parado, meio sem jeito,"qual" dia quente sem vento. As festas dos Santos Padroeiros é que é o ponto alto. Também tem o São João, a quadrilha, a novena de casa em casa. A radiola é mesmo a nossa companheira do dia....e da noite e a Tv por antena parabólica (globo, globo, globo).
Educação: As crianças estudam nas escolas da prefeitura. Vão de transporte escolar, quando não andam quilômetros apé debaixo de sol e de "chinela". Aprende pouco, aprende não sei porque, pois a chance de emprego....pequena. Precisa de apoio de um político bom.
Negócios: Um mercantil que revende a preço muito alto as mercadorias e muitos pontos de vendas de cachaça!!! Uns galegos que passam aqui vendendo a prestação:panela, espelho, móveis....e a mulher da avon também chega aqui no sertão. O dinheiro é quase nada, os recursos naturais poucos...a gente se encolhe como a vegetação da caatinga: perde o brilho, as folhas quase não resistem ao longo verão. Mas quando cai uma chuvinha: tudo começa a ficar verde!!!!Quem sabe não dava para melhorar a vida?!
Nosso jeito de ser: Gente simples., hospitaleiro, de coração aberto. Cheio de fé nos nossos santos, pela religião, mas marcados pelo sofrimento da vida. Se houvesse oportunidades.........
A política: ainda reinam os coronéis....só mudaram de nome. Nas eleições prometem tudo, compram nossos votos e nossa confiança. Quem não vota neles, perde os empregos: aí 4 a 8 anos de sofrimento. Apesar disso, damos a vida por eles; porque dependemos deles.
Nossa natureza: É o que está aí: caatinga brava. Mas com a falta de dinheiro, ela está sendo destruída para fazer lenha para cozinhar. O sertão esta virando deserto....A água cada vez mais escassa....com o aquecimento global, a coisa ficará pior. Mas quando chove (ou há irrigação) as frutas e verduras são uma beleza!!!!

A nossa vida: A gente vai nascendo, vivendo como dá e está morrendo aqui..... ajuda-nos a trazer esperança!!!!!

Thomas, Carol e Aninha resolveram voltar para a Terra do Sol, Ceará, para nossa cidade de Baturité para interagir com este Homem sertanejo. O seu apelo está ecoando em nossos corações há anos e queremos voltar para a terrinha e fazer algo para inclusão social do sertanejo.

Se você ficou sensibilizado com este apelo do Homem Sertanejo, fique ligado nesta categoria do blog, pois estaremos como família registrando nossos próximos passos.

sábado, 25 de outubro de 2008

AS TORMENTAS NA NOSSA VIDA




TORMENTAS


O que são tormentas? São como os furacões existentes em alguns países, que varrem cidades inteiras. Tempestades fortes que alagam as ruas de nossas cidades. Ventos fortes que vêem do mar que derrubam os barcos dos pescadores e até árvores nas praias. São as tormentas que existem na natureza.

Mas podemos chamar estas de problemas que enfrentamos no decorrer da nossa vida. Muitos deles parecem essas tormentas. Eles vem sem avisar, trazendo complicações, tristezas, angustias, desesperança, melancolia, depressão, pânico e até vontade de morrer.

Li um artigo sobre a vida de William Cowper numa revista e o que lembro vou tentar colocar em breves palavras: " William Cowper era um poeta inglês. Ele sofria de muita angustia e melancolia, não sei se era depressão. Mas essas tempestades em sua vida eram freqüentes. Um dia, desesperado pelos sentimentos internos, resolveu dar cabo em sua vida. Teve a idéia de beber veneno, mas seu propósito de suicídio fracassou. Cansado ainda de viver nesta vida de angustia, tentou a segunda vez o suicídio e foi até uma ponte para se jogar, no momento em que ia se atirar ponte abaixo, uma força estranha o impediu. No dia seguinte, mais frustrado ainda, por nem conseguir se matar, resolveu se jogar sobre uma faca. Mas a lâmina da faca quebrou-se e ele não morreu. Tentou mais uma vez e desta o plano era se enforcar, mas alguns amigos chegaram na hora H e o tiraram ainda com vida da corda. Alguns dias mais tarde, enquanto se recuperava dos machucados da tentativa do último suicídio, pensava que a sua hora de morrer ainda não chegara, pois todas tentativas foram fracassadas. Pegou então uma Bíblia e leu a carta de Paulo aos Romanos e aí descobriu que Deus as vezes nos manda tormentas par nos convencer que Ele está presente em nossas vidas e pode nos salvar. Ali ele entregou sua vida para Jesus".

Todas nós já experimentamos tormentas em algumas fase de nossas vidas. Quando menos esperamos os problemas aparecem. Se não soubermos navegar nas tempestades da vida, iremos morrer afogados ou ficarmos navegando sozinhas no meio do oceano, a deriva. Mas como reagir? Como navegar nas tormentas? Nas tormentas em que passei aprendi algumas coisas:
Não achar que Deus esqueceu de nós. Lembrar que Ele é soberano sobre todas as coisas e sabe o que estamos sentindo e passando. Ele nunca nos abandona.
As tormentas não são castigos de Deus. Para mim elas foram a escola de Deus na minha vida. Foi nelas que meu caráter foi aperfeiçoado. Minha vida transformada. Onde aprendi a ser mais amorosa, serviçal, humilde, ter compaixão dos que sofrem.
Nunca ficar perguntando: "O que fiz de errado para sofrer assim?", "Onde está Deus quando eu mais preciso dele", "Pequei e por isto estou assim", "Não mereço sofrer"....
Não ficar procurando soluções humanas, deixando a solução de Deus interagir na nossa vida.
Cada tormenta tem o seu tempo certo: uma semana, um mês, meses, anos....só Deus sabe.
O importante é confiar em Deus, fazer sua parte e esperar que a tormenta se vá.

DEUS TE DIZ HOJE:

"Não vos deixei e nem vos deixarei sós

EU QUERO TE DIZER:

Não há crescimento espiritual e emocional sem dor. As tormentas da vida nos levam a um grande crescimento no nosso interior.

Saimos das tormentas mulheres mais bondosas, puras, misericordiosas e mais perto de Deus.

sexta-feira, 24 de outubro de 2008

E AGORA FALTA BATURITÉ

FOTO DO SEMINÁRIO JESUÍTA DE BATURITÉ

Depois de 3 anos morando em Aratuba, mudamos para a cidade de Baturité, a porta do sertão cearense. O prefeito da época era o Clovim, esposo da Sivana, que ganhou as eleições agora. Mas eles são um só, trabalharam juntos e bem unidos. Então chefe do Tommy era o Clovim. Então ele foi o nosso prefeito e nosso partido político. Tivemos bom relacionamento com o casal e seus secretários.

Na época das eleições, deram um conselho a um paulista: "Tommy: Não se meta na política, pois você é um bom médico e não é um homem político." Tommy tentou seguir este conselho....mas não foi possível...Por que?

Nossa filha nasceu no Ceará, viveu em Aratuba até seus 3 anos e em Baturité entrou aos 4 anos na escola Salesianas. E lá na escola, no convívio com seus colegas, vivendo no meio dos jovens dos nossos projetos e com outras pessoas.......ela sim entendia de política e estava politizada.

Quando a campanha iniciou, ela nos pediu camiseta e o CD das músicas do Clovim e Tommy pediu para a Silvana. No dia seguinte uma moto taxo nos trouxe CDs e camisetas para Aninha e todos os jovens que moravam conosco.

Ela ouvia o Cd da campanha, todos os dias e bem alto no seu quarto, que dava para a estrada...todos que passavam ouviam...e logo diziam: "Dr Thomas é do partido do Clovim e claro que avisava a oposição".

Ela sempre vestia a camiseta, mesmo que do tamanho bem maior que o seu e saia na rua toda feliz.

Um dia pediu ao pai que queria muito uma bandeira e Tommy pegou uma moto táxi e foi no comitê eleitoral de pediu a bandeira e voltaram de moto, ela abanando a bandeira. Neste dia, Tommy chegou em casa e me disse: "Se o Clovim não ganhar as eleições vou perder o emprego".

Paramos então para analisar nossos procedimentos e vimos que estávamos corretos. Agora morávamos numa cultura que dá muita importância para política, nossa filha já estava toda politizada e nós tínhamos que mudar a nossa cultura e nos politizar.

A partir deste dia, íamos em todos os comícios, mais eu, com Aninha e os jovens, pois Tommy dava muito plantão.

Um dia, a associação dos pastores da cidade resolveu abençoar os candidatos. Tommy foi escolhido de falar com todos. A Silvana, esposa do prefeito foi a primeira a responder e muito bem respondido. Convidou todos os pastores com suas famílias para um super almoço no seu sítio e aí eles nos falaram do programa político e nós como pastores oramos e abençoamos o Clovim. Depois daquele almoço, duas vezes na passeata do Clóvim, nós estávamos na calçada, Aninha no ombro do Rafael, jovem que morava conosco, o Clóvim viu a Aninha, deu uma saída da passeata e beijou no seu rosto. Isto marcou minha filha: "O prefeito da minha cidade reconheceu-me e beijou-me". Aí que ela pegou fogo.....

No dia da eleição, ela foi comigo. Como morávamos no sítio e o rádio não estava pegando e não soubemos do resultado. Tommy estava de plantão em Aratuba. Peguei os jovens, nos vestimos com a camiseta amarela, pegamos a bandeira, entramos na minha F1000 e descemos para a cidade para a festa da vitória. Não vimos nenhuma bandeira e nem camiseta amarela....achamos estranho!!! Mas nós já estávamos comemorando e quando paramos numa esquina, uma amiga, do comitê do Clovim e bem ativa, disse para mim chorando:"perdemos"!!!!e depois acrescentou: " Carol você é louca, tirem todos estas camisas e leve os jovens para casa, pois a oposição está violenta e podem agredir vocês. Aqui no Ceará há muita violência na política. Nos deu até dica de um caminho mais escondido. Ficamos pasmos e voltamos em silêncio para casa. Desci do carro, os jovens entraram na casa de baixo e subi para minha casa e a Aninha entrou no seu quarto e começou a chorar muito. Fiquei sem saber o que fazer, telefonei ao Tommy e nem pelo telefone ele conseguiu consolá-la. Naquele dia ela dormiu chorando e muito triste.

Final da história, em Janeiro o Tommy perdeu seu emprego do PSF e teve que trabalhar em outra cidade, Guaramiranga.

Mas valeu, pois não decepcionamos nossa filha de 6 anos de idade, nem nossos jovens e nem a população. Aprendemos a sermos corretamente políticos e não se esconder atrás da moita. Este é um risco que corremos...mas estamos dispostos a servir nossa cidade com o trabalho de médico do Tommy e com nossa ONG . Vestiremos a camisa do programa de governo e estaremos servindo nossa cidade com nossos talentos, dons e serviço.

SAUDADES

FOTO DA CIDADE DE ARATUBA

Desde os resultados das eleições, e-mails, mensagens no ORKUT e telefonemas de amigos de Aratuba, Baturité e Fortaleza estão mantendo contatos. A maioria dizem: "Agora podem voltar para Baturité, pois nossa prefeita ganhou". Que notícia muito boa, a Silvana ser a nova prefeira. Uma mulher idônia, valorosa, muito criativa e boa administradora. Ela será a prefeita de Baturité. Mas em Aratuba também ganhou o nosso prefeito Júlio César.
Temos um bom passado como os dois. Isso é incrível e bom demais. Foi um sinal positivo da nossa volta.

Agora vou falar um pouco da nossa história com a política cearense. Como você sabe, nós paulistas, somos poucos políticos. Os mais politizados foram os que fizeram uma universidade que os ensinou a fazer política.

A nossa ida ao Ceará em 1999, o prefeito da primeira cidade onde moramos era o Julio Cesar. Então era o chefe do Tommy. Na escola onde estudei e na PUC aprendi ser partidária aos meus políticos. Para uma paulista que não conhece a terra, o político mais próximo é o prefeito. Foi o primeiro prefeito que almoçou em nossa casa. O que nos ajudava em conselhos. O que sempre tinha uma palavra de ânimo para nosso trabalho com os adolescentes. Foi o que arranjou o prédio para fundarmos a Igreja Edificando em Cristo. Apoiou todos nossos projetos sociais, como os 100 sem pinga e até foi dar um apoio e dar uma palestra. Nos três anos que moramos em Aratuba, não tivemos queixa dele. O que vimos e ouvimos falar deles, foi só bem.

Como creio que ele é um cara honesto e sensível : quero dar um conselho para a galera amiga de Aratuba. Nossos antigos adolescentes de nossos trabalhos e hoje homens feitos e trabalhadores. A palavra é: não temas perder o seu emprego na prefeitura. Se você fez um bom trabalho, foi honesto, fez tudo com excelência, cumpriu horário, foi criativo e empreendedor...você não vai perder o seu emprego. Creia nisto!!!!

Para você que não é cearense, uma explicação deste conselho. Uma aula de política vivida na nossa pele.

Quando você trabalha para um prefeito e seu partido, e se ele não vencer nas próximas eleições, você vai para a rua. Fica sem emprego por 4 ou 8 anos.

E vai viver do que numa cidade pobre? Muito difícil para os funcionários públicos. Os que sobrevivem melhor, são os que tem idosos morando na sua casa e vivem todos estes anos com aposentadoria dos pais e avós. Por isso na cultura sertaneja, o idoso é valorizado e muito.

minha volta ao Ceará


ESTOU NUMA ALEGRIA SEM FIM...

Como é estranho amar um povo, uma terra, cidades deste jeito que amo as cidades do Maciço de Baturité. É algo muito profundo, vem lá dentro do meu coração.

Pessoas comuns não me entendem. Alguns até criticam e muitos acham loucura sair da Grande São Paulo, a terra das oportunidades para morar numa cidade pequena do sertão cearense. Se é loucura não sei, mas os sábios não entendem as loucuras dos simples.

Meu semblante mudou, hoje saindo pela cidade de São Roque, muitas pessoas que conheci no comércio, falaram do meu rosto: disseram que eu estou mais bonita, com os olhos brilhando e até falaram "poderosa". É assim que me sinto!!!!! Minha alegria está contagiando as pessoas, que legal! Meu marido mesmo disse: "Carol, você já é outra". E acertou em cheio.

TORTA A JATO DA KEKA



    TORTA DE BANANA/MAÇà

Ingredientes: 

10 colheres (sopa) de farinha de trigo
10 colheres (sopa) de açúcar
1 colher (sopa) bem cheia de fermento em pós
1 xícara de açúcar (chá) com canela - misturado
200 grs de margarina (1 "tubinho")
4 à 6 ovos
banana ou maçã

Modo de fazer: Untar um pirex ou assadeira. Misturar numa vasilha os ingredientes secos, menos a xícara de açúcar com canela. A mistura contém as 10 colheres de farinha de trigo, 10 colheres de açúcar e 1 colher de fermento em pó. Misturar bem, Faça da seguinte maneira: coloque 7 colheres desta mistura seca no pirex untado e espalhar bem. Por cima colocar pedaços ou tiras das bananas ou maçãs cortada. Por cima um pouco da margarina. Mais uma camada: 7 colheres da mistura seca, banana ou maçã e margarina. Mais uma camadas: 7 colheres da mistura seca, banana ou maçã e margarina. Por cima das camadas: Bater os ovos inteiros, bem batidos na batedeira e colocar por cima. Em cima dos ovos polvilhar toda a xícara da mistura de açúcar com canela. Levar ao forno. Fazer o teste do palito. Servir quente ou frio. Fica muito gostoso servindo com sorvete de creme ou chantilly.

História da receita: Essa receita eu aprendi com a minha adorável irmã Keka. Ela é dois anos mais nova que eu, mas tem uma personalidade bem forte, firme e decidida. Por causa do seu temperamento mais fote, sem timidez e muito ousada, ela era a líder entre nós duas. Eu já era uma garota tímida, medrosa, envergonhada, mais dócil e fácil de se lidar. Muitas coisas eu aprendi com ela. No primeiro ano do colegial (ensino médio hoje) eu repeti de ano e fiquei na sua classe. Foi umas das melhores coisas que aconteceram na minha vida. Esse acontecimento foi de tristeza no início e depois de muita alegria e lucro em muita áreas da minha vida (menos na parte financeira do meu pai). Primeiro lucro, Keka e eu ficamos ítimas durante os 3 anos do colegial. Segundo lucro, conheci o Tommy (meu marido) que era amigo dela. Terceiro lucro, fiza novas amizades, um grupo de amigos que tinham uma visão diferente de lazer: os passeios de final de semana eram andar de bicicleta na Cidade Universitária, excursões ecológicas e muitas reuniões de discussão de filmes, livros e temas atuais e cada dia na casa de um do grupo. Foi por causa da minha irmã minha vida mudou, pois fiquei mais ousada, decidida e ativa. Agora que apresentei minha irmã, essa receita ela aprendeu na escola que estudávamos e sempre fazia em nossa casa quando éramos solteiras. Desde que casei, faço essa receita com banana, e ela se tornou famosa e constante na minha mesa. No Ceará, morei numa fazenda de banana, na cidade de Aratuba e semanalmente fazia esta receita.

quarta-feira, 22 de outubro de 2008

MOUSSE DE CHOCOLATE



"Uma sobremesa fácil de fazer 







Ingredientes:

1 barra de chocolate de 200 grs
6 ovos
1 colher de sopa de margarina

Modo de fazer:

Derreter o chocolate com a margarina em banho maria. Enquanto isso bater 6 claras em neve (bem duro) e separar.
Bater (na batedeira) as 6 gemas até ficar bem claras e grossas.
Colocar o chocolate derretido nas gemas e continuar a bater na batedeira.
Colocar com cuidado as claras em neve batidas em cima das gemas batidas com o chocolate e misturar de baixo para cima, até uma integrar na outra.
Colocar na geladeira. Enfeitar com granulado.

História:

Esta receita é da minha sogra. Cada filha, filha, genro, nora e netos tem uma sobremesa preferida e esta foi a minha. Quando namorava o Tommy e ia jantar em sua casa, ela fazia o mousse para mim.
Depois de casada sempre fiz esta sobremesa para meus convidados. Também foi esta sobremesa que fazia nos tempos da minha casa no Tremembé e convidava minhas vizinhas para tomarem um lanche e compartilhar do meu testemunho de vida com Deus.
No Ceará eu fazia esta sobremesa para minhas alunas de culinária e elas amavam. Uma sobremesa fácil, não muito doce e gostosa demais.

BRIGADEIRÃO


Ingredientes:

1 lata de leite condensado
1 lata de leite de vaca
4 ovos
2 colheres de margarina
10 ou 12 colheres de nescau

Modo de fazer:

Bater tudo no liquidificador por 5 minutos. Untar uma forma e polvilhar. Leve ao fogo em banho maria por 1 h e 30 min. Quando tiver duro, tirar do forno.
Passar a noite na geladeira. Desenformar e colocar granulado por cima.

História:

Essa receita eu aprendi com minha amiga Ana Bia há uns 20 anos atrás. Ana Bia sempre foi muito hospitaleira e quando tínhamos reuniões da liderança da nossa Igreja em sua casa, ela preparava ótimas sobremesas. Os líderes preferiam ter reunião na casa dela por causa das suas deliciosas sobremesas, preparadas por ela mesmo.

QUAL É O SEU SIGNO?


QUAL É O SEU SIGNO?

Quando conhecemos alguém, geralmente nos perguntam: "Qual é o seu signo?"

A resposta que se espera é saber alguma coisa ao nosso respeito, sobre nosso caráter, personalidade ou qualquer coisa que se refira a nós e os "astros".

Há muitas pessoas que levam muito a sério esta pergunta. Eu mesmo, na minha adolescência não saia de casa sem ler no jornal, o que dizia o meu signo. E quando a notícia era ruim, saia de casa preocupada. Mas graças a Deus, nunca acontecia o que o jornal relatava para o meu dia, baseado no signo. Por que?

E fazia esta pergunta e outra ainda: Por que eles sempre erram o meu destino? De acordo com a astrologia, a data em que você eu nascemos determina a nossa personalidade, a nossa maneira de pensar, de sentir, de agir, e a forma de reagirmos diante de pessoas. Determina o nosso destino. "Por que o horóscopo e outras formas de adivinhar o nosso futuro exercem tanta atração sobre muita gente?"

Mas se cremos em Deus como o criador absoluto da terra, do homem e de todas as coisas e que Ele é soberano sobre sua criação, não temos que acreditar em astros. Pois os astros são criação de Deus, estão debaixo da decisão suprema de Deus. Não há ninguém e nada neste universo que saiba algo do nosso futuro a não ser Deus, o nosso criador. Só Ele tem o domínio total sobre nossas vidas e destino. É um alívio saber disto, não é? Pois não há na terra e não há no céu um Deus tão bom, tão misericordioso e amoroso como o nosso Deus. Então Ele tem o melhor para o nosso futuro.
Outra coisa que pensei: se cremos que somos seres individuais, recebemos genes de nossos pais, avós, bisavós.....como um astro pode mexer dentro de nós? Entrar no mais íntimo do nosso ser? Somos seres únicos. Exclusivas. Individuais. Criadas pela própria mão de Deus. Se essa é a minha crença, como posso crê no horóscopo? Não. Pois ele nos trata na coletividade e não nos vê na nossa individualidade. O horóscopo nos vê como uma massa, nascidas em tal data e nos coloca no signo que acham que corresponde ao dia e mês do nosso nascimento. Ele quer determinar o que seremos. E aonde está Deus em tudo isto? Muitas mulheres acreditam e depositam sua fé no que diz seu signo por causa dos imprevistos que acontecem em nossas vidas. Mas os imprevistos existem e por que a curiosidade de saber o que vai acontecer, se não temos o poder de mudar as circunstâncias? Mas a curiosidade não nos levará a canto algum, pois ninguém tem o poder sobre nosso destino, a não ser o nosso Deus. Eu hoje prefiro confiar minha vida nas mãos de Deus e seguir as orientações do seu manual. Ele me criou e deixou uma manual, que é a sua Palavra viva e real (Bíblia) para que eu lesse todos os dias e ali buscasse orientação para o meu dia a dia. Meu futuro está nas mãos do meu criador, que tem o melhor para minha vida. Mais do que ninguém, só Deus conhece o nosso futuro. Se eu crê no signo do zodíaco, vou crê num Deus fraco, que não é onipresente e nem onisciência sobre minha vida. Não quero depender de astros para dirigir minha vida que é muito preciosa.
Para você um conselho: Não deposite sua confiança no horóscopo. O seu futuro já está pré determinado e seu destino está nas mãos de Deus. Deposite sua confiança nele e creia que Ele é capaz de cuidar de ti. Se quiser ter um signo, então tenha o de Deus, que é a sua Palavra, que esta te dará verdadeiramente a direção a tomar todas as suas manhãs.

terça-feira, 21 de outubro de 2008

QUEM É A MULHER TOTAL?



A MULHER TOTAL





É a mulher que conheceu de perto seu Senhor e Salvador, Jesus Cristo, e a Ele se entregou de alma, corpo e espírito. Colocou toda a sua vida debaixo das mãos potentes de Deus, reconhecendo-o como criador e Pai, chamando-o de Papai ou papaizinho em suas orações silenciosas. Recebeu o Espírito Santo em seu coração, tornando-se casa de Deus. E agora tem o Espírito Santo todos os dias dentro do seu coração, ensinando como ser uma mulher cristã.

A mulher total foi criada por Deus dentro de outra mulher, num lugar bem quentinho, no utero dentro, de uma barriguinha. Lá dentro, no meio de muitas águas, tendo esperança para nascer para uma nova vida. De duas sementinhas, com o milagre de Deus, nasce então uma mulher. E Deus disse: uma mulher, a minha imagem e semelhança. Uma mulher, que fiz com minhas mãos, escolhi sua estatura, suas feições, as cores dos seus cabelos e de seus olhos. Escolhi sua família, raça, a cor de sua pele e em que país, estado e cidade iria nascer. Você, como mulher foi um sonho de Deus realizado aqui na terra, para cumprir sua missão nestes dias.

A mulher total tem um corpo, formado por Deus. Uma criação linda, porque Deus é lindo, e tudo o que Ele faz e cria é perfeito e lindo. Uma mulher com alma, que tem poder para pensar, raciocinar, criar, sonhar, lembrar, sentir e tem vontade própria para fazer suas escolhas. Uma alma, um coração que pode optar por ser entregue totalmente nas mãos de Deus e ser restaurada a imagem de Deus ou um coração que ela própria cuida e dirige onde a maré a manda.
Deus também deu um espírito e cabe a mulher escolher quem quer que more dentro de si, o Espírito Santo, o quem sabe quem....

Quando a mulher aceitaa sua fisionomia e corpo como senso uma criação divina, dado e aperfeiçoado por Deus. Deixando Deus mexer na sua alma e renovar e recriar tudo o que precisa. Convidando o Espírito Santo para morar dentro dela. Ela torna-se uma mulher total.
Uma mulher integral, de corpo, alma e espírito. Tudo direcionado para Deus e para fazer a vontade dEle aqui na terra.
Essa mulher se reencontra com Cristo e assim seu rosto é iluminado por uma luz diferente que brilha dia e noite. Uma nova mulher que tem toda a sua mente renovada pela Palavra de Deus, por isso pensa de uma maneira nova, segundo os padrões cristãos. Sente suas emoções controladas por uma força maior vinda do céu e vive cada dia o seu dia, na aventura do Espírito.
A mulher total é criativa, tem em sua mente idéias e uma inteligência inspirada no divino, para cirar coisas novas, segundo os talentos que recebeu de presente de Deus. E tudo o que faz é com excelência, motivação e amor. Por isso, todas as criações vindo da mulher total são maravilhosas, pois demonstra o grande amor de Deus.

A nova mulher, a total, foi criada para se amar e ser amada. Ter uma boa alta estima e ser gostada pelos outros. Se realizar em seus projetos e também ser capaz de ajudar outras a se realizarem. Ela também deve saber que vai passar por tempestades na sua vida e estas poderão ser curtas ou muito compridas. Mas lembrar que Cristo padeceu, passou por estas tempestades e nos prometeu que estaria conosco nas nossas tribulações. Em cada tempestade passada, sairá uma mulher melhor. Pois este é o método de aperfeiçoamento que Deus fez para o crescimento da mulher total.

Jesus te chama hoje, para ser uma nova mulher, uma mulher total, seguir seus passos e ter uma nova vida. Vida de realizações, aventura e amor.

segunda-feira, 20 de outubro de 2008

Águas de Lindóia

V Congresso de Missões Brasileiras

Esse congresso foi maravilhoso. Fomos com o Iedo, Luzinete e seus filhos Marcel e Josué. Vivemos uma comunhão maravilhosa.

Encontramos muitos amigos e conhecidos: Maurício, Aline com seus filhos Natália e Vitor (CADI). Sérgio, Ana, Alissandro, Cris, Pr Pedro e Gildário (JUVEP). Pr Jonathan, Débora, Márcia, Silas, Rose, Vanja e toda equipe da Missão Antioquia e (Vale da Benção). Rosildes, (Asas do Socorro). Ana Maria (AMIDE). Arlete (Novos Horizontes). Andrea (Igreja do Tatuapé). Oswaldo Prado (SEPAL). Suzana Kramer (minha psicóloga em Fortaleza - ministrando sobre relacionamentos (vocação em rede) a serviço do Reino de Deus.

Conhecemos Afonso (JOCUM), Junior (médico no Senegal), Carlos Alberto (Operação Mobilização), Salete Pinheiro (JUVEP-CE), Alicia (ministério Flechas), Angélica (AMME), Marcos (A Rocha), Maria Pires (primeira missionária da missão Antioquia e atualmente atua como missionária no sertão de Pernambuco), Bárbara Burns ( missionária americana - fundou seminários em Cia Norte, Vale da Benção e está na JUVEP) e muitos pastores e missionários em diversos estados nordestinos.

Voltamos felizes, cheios de fé e muito ânimo para preparar nosso retorno ao Ceará.

PROJETO ANA

PROGRAMA MULHERES DE ESPERANÇA

Participei do curso temático: Compaixão às mulheres Oprimidas, Abusadas e Sofredoras.
Preletora: Marli Spieker - "Fundadora e Promotora de Conscientização do Projeto Ana, ministério Transmundial da compaixão e encorajamento às mulheres sofredoras e oprimidas ao redor do mundo. Marli é hoje uma autoridade no assunto, porta voz da realidade social, emocional e espiritual que as mulheres vivem em suas culturas."

Quando ouvi seu seminário, senti muita confirmação do meu ministério em rádio. O seu programa Mulher Esperança é semelhante ao que fiz no Ceará com o nome Mulher Total. Seus programas de rádio estão 47 ediomas, 500 estações de rádio ao redor do mundo e mais de 700 vezes por semana. Meu programa era feito numa só lingua, atingindo a cidade, sitios e sertãod e Baturité, mas com o mesmo objetivo, encorajar as mulheres sofredoras. Saí do seminário com muita convicção de retornar meu trabalho na rádio.

A noite, passeando pelos stands, encontrei a Marli e conversei com ela. Contei sobre meu trabalho, meu ministério no sertão cearense e minha vida em prol das mulheres sofredoras, desde a minha juventude nas favelas, em na Igreja do Tremembé, com gestantes carentes e cursos profissionalizantes e todo trabalho com mulheres no Ceará. Depois contei meu sofrimento com fibromialgia. Aí, ela me conta que sofreu de fibromialgia também, fez vários tratamentos e o único que deu certo, foi o ortomolecular na Alemanha e agora está curada. Tem algumas dores em momentos de muito frio. Orou com fé pela minha vida e deu palavras de ânimo: que após a minha tempestade com a saúde, sairei uma mulher melhor, mais humilde, compassiva e misericordiosa. Deus me usará muito com as mulheres sofredoras.

Saí daquela conversa muito animada, com fé e alegria. Foi demais, este curso e encontro com a preletora. Jamais esquecerei.

JOCUM - ESPANHA

Neste congresso eu via esse irmão e sempre ele sorria para mim e cumprimentava de longe. Após várias vezes deste ritual, estávamos saindo de uma almoço e o vi sentado no restaurante, fui com Tommy em sua direção e nos cumprimentamos. Eu disse sem pensar muito: preciso de uma pastoral irmão! Ele sorriu e disse: - para isto estou aqui!!!!
Combinamos de nos encontrar e quando vi no seu crachá, ele não era a pessoa que achava que era, mas já era tarde.

Em nosso encontro, expliquei o engano, mas que sentia que era ele que deveríamos abrir nosso coração e contar todas nossas dificuldades da reentrada (volta do campo missionário e a falta de cuidado integral, por falta de entendimento da Igreja e irmãos enviadores e mantenedores, para com nossa vida). Ele nos ouviu durante uma hora sem falar. Mas quando abriu sua boca, uma sabedoria divina veio ao nosso encontro e bebemos suas palavras. Depois nos abraçou e chorou conosco, dizendo que nos entendia. Olhou para mim, no fundo dos meus olhos e disse que via todo o meu sofrimento com a fibromialgia e SFC e disse: conheci e cuidei de missionárias com fibromialgia. Agora tenho visto o sofrimento de pastores e missionários com as instituições religiosas e tenho pastoreados com muito amor. Colocou o Tommy nos seus braços e chorou com ele e disse que entendia nossos sofrimentos. Em três anos, primeira pessoa que foi pastor mesmo em nossas vidas. Louvamos ao Senhor pela vida do Afonso Cherene.

Ele foi um dos primeiros implantadores da JOCUM - BRASIL, em Contagem. Depois foi enviado para Espanha e atua neste país como missionário com sua esposa Debee. Agora Deus o está chamando para ministrar à pastores e missionários brasileiros em suas tribulações.
Deus sempre está operando em nossas vidas de maneira especial!!!!

JUVEP/CE

" Há 5 anos atrás, estávamos como família passeando na cidade turística Guaramiranga, cerca de 30 minutos de Baturité. Uma cidade de montanha. Tomando lanche no final da tarde, começamos a evangelizar os donos da lanchonete e eles nos falaram de um casal amigo que também sempre os evangelizavam e estavam para chegar de Fortaleza. Passaram uns minutos, Alissandro e Cris chegaram e nos conhecemos e depois de muita conversa, descobrimos que tínhamos Sérgio e Ana da JUVEP como amigos e eles eram da JUVEP-CE".
Neste CBM, reencontramos o amado casal e agora firmamos uma aliança de amizade e parceria com JUVEP - CE para trabalharmos juntos no sertão.

Nesta foto, estávamos em frente ao stand JUVEP

VALE DA BENÇÃO

Débora, Rebeca, Tommy e eu.

Rebeca ficou no nosso quarto com Aninha (sua amiga), de quarta-feira até quinta-feira, foi uma festa!!!!!
Débora tem sido uma amiga em momentos de decisões.

JUVEP

EQUIPE JUVEP - FORTALEZA - CEARÁ


A JUVEP estava com um stand no evento e era o lugar onde mais estávamos. Alguns da equipe da JUVEP Fortaleza estavam no evento e no stand.
A equipe Fortaleza: Salete, Alissandro e Cris
.

REUNIÕES TEMÁTICAS


EVANGELIZAÇÃO NO SERTÃO NORDESTINO e A ILUSÃO DE UM BRASIL EVANGELIZADO: PARA ONDE A IGREJA DEVE IR..
.

Dois cursos temáticos que foram importantes para confirmação da nossa volta ao sertão nordestino. Pesquisas comprovando que o sertão nordestino e sul do país são os menos evangelizados do Brasil, 1% de evangélicos. Encontramos nossos amigos da JUVEP , Sérgio e Ana e firmamos uma parceria no projeto sertão radical no sertão cearense.

Foto de um jantar CADI (Maurício, Aline e Marcel) e JUVEP (Sérgio e Ana) e Tommy e eu.

O V CBM foi muito bom, com quase 1700 pessoas vindo de todo canto do Brasil e alguns de outros países. Muitas Igrejas, agências missionárias, ONGs, pastores, missionários e vocacionados para missões. Momentos de muita presença de Deus. Momentos de encontros com antigos conhecidos de outro estado ou país. Momentos de conhecer novas pessoas e formar parcerias para o campo missionário. Momentos de reflexão, redirecionamento de nossas vidas, avivamento espiritual e decisões importantes. A decisão foi: voltar para Baturité, sertão cearense em janeiro de 2009. Vamos trabalhar com Desenvolvimento Comunitário - missão integral - abrindo um CADI.

Na foto estamos com o Maurício (fundador do CADI) e sua esposa Aline.

segunda-feira, 13 de outubro de 2008

V Congresso de Missões Brasileiras


Amanhã, dia 13/10 estaremos, Tommy, Aninha e eu indo para o Congresso em Águas de Lindóia. Para nós é um momento muito especial em nossas vidas: pois no II CMB, foi aonde tivemos o nosso chamado para o sertão nordestino e no IV CMB, já com a decisão da nossa volta por uns tempos à São Paulo. Neste, o Tommy conheceu a Débora, do Vale da Benção e ela nos arranjou uma casa para alugarmos dentro do condomínio do Vale. Foi o nosso início de relacionamento com o Vale.

E neste, o que vai acontecer?
Fomos para o sertão do Ceará, ficamos 6 anos, fundamos 3 Igrejas e fizemos muitas amizades. Estamos há 3 anos em São Paulo para o meu tratamento médico e reciclagem profissional do Tommy. Moramos um ano no Vale da Benção e pudemos viver com intensidade cada cantinho do Vale da Benção (Igreja, colégio, cidade da criança, sala de oração, os jardins, Missão Antioquia, os congressos, cantina, restaurante...) e fizemos algumas amizades valiosas. Neste ano, estamos freqüentando a congregação do Vale da Benção de São Roque, com o pastor Tércio.
Estamos orando durante todo o ano para entender a vontade de Deus quanto a data da nossa volta para Baturité: será no ano que vem, ou em outra data? As circunstâncias agora estão favoráveis para nossa volta, pois a Silvana, ganhou como prefeita e creio que o Tommy terá emprego. Nossa casa está desalugada e nos esperando.
Mas aqui em São Roque, o Efaneu, o atual prefeito também ganhou e o Tommy continuará com seu emprego. A Igreja que estamos freqüentando é do nosso estilo e muito especial, a Aninha gosta muito da escola Adventista e fez muitas amizades e aqui tem muita oferta de trabalho.

Mas ainda não estou totalmente curada da fibromialgia e SFC, estou em tratamento ortomolecular e fazendo terapia. Já emagreci os 15 quilos que ganhei com todos os medicamentos e ansiedade, minhas dores amenizaram muito. Só falta agora levantar a minha imunidade e atacar a fadiga crônica que está muito forte. Para voltar ao Ceará preciso ter uma qualidade de vida melhor. Mas os prognósticos são bons!!

Mas qual é a plena vontade de Deus para nossa família? Se você quiser participar deste momento, esteja lendo e fazendo seus comentários.

domingo, 12 de outubro de 2008

A MULHER E AS OPORTUNIDADES




" Uma oportunidade não aproveitada é uma capacidade desperdiçada. A aptidão não empregada é talento abusado"




"O trem da sua oportunidade pode passar, se você não pegá-lo....quando passará outro?"


Há muitas oportunidades aparecendo no nosso dia a dia. Precisamos liberar nossas capacidades para aproveitar cada oportunidade que nos aparecem. As vezes é a única oportunidade que vai nos aparecer na nossa vida e nunca mais este momento vai acontecer. Ou são oportunidades que acontecem de tempo em tempo. Muitas das oportunidades aparecem todos os dias. Qual delas saberemos que é a nossa única e devemos ir? Qual é o melhor tempo de entrar na oportunidade que acontecem algumas vezes? Das inúmeras oportunidades, quais são as melhores para a minha vida neste momento?

Oportunidades de fazer uma faculdade ou mestrado, de entrar num curso específico, do casamento, da promoção, de fazer uma viagem especial, de mudança de casa, cidade ou país, trocar de emprego, iniciar um negócio próprio, de vender um propriedade e muitas outras.

Oportunidades sempre aparecem diante de nós....por isso olhe para ela e veja, se é o momento de pegá-a. Se for, agarre-a, enquanto há tempo!!!!

Todas nós temos aptidões naturais e na hora que a oportunidade aparece, é o momento de liberar nossos talentos e discernir se a oportunidade tem haver com nossas vidas. Sós nós mesmos sabemos o tempo certo de usar nossas aptidões e talentos para aquele momento especial que nos apareceu.

Para entrar na oportunidade certa e no tempo correto, precisamos nos conhecer bem. Perguntar: "quem eu sou", "qual é a minha marca", "que talentos tenho", "quais minhas aptidões" .....Respondendo estas perguntas, podemos analisar bem a oportunidade nos oferecida e calcular se o tempo é este realmente.

As oportunidades boas são aquelas que nos levam a ter uma função importante no meio em que vivemos. Um lugar onde podemos desempenhar nossa função, usando toda nossa capacidade, aptidões e talentos. Uma oportunidade que gera em nós a responsabilidade de sermos úteis para nossa família, trabalho, bairro, cidade...enfim para a sociedade em que vivemos.

Depois que pegarmos nossa oportunidade, devemos atuar com excelência, disciplina, perfeição e responsabilidade. Para isto, devemos ser aplicadas nas tarefas que optamos em realizar.

Ser aplicada é fazer tudo com amor, motivação e dedicação. Usar seu corpo, alma e espírito, unidos e integralmente em prol do projeto a ser realizado.

Em casa, meu marido e eu sempre analisamos as oportunidades que nos são apresentadas. E nossa parábola é: estamos na estação de trem, o trem da oportunidade vai passar no determinado horário e temos que tomar a decisão se vamos tomar este trem neste momento ou esperar o outro passar. Mas tem um problema: não se sabe se este trem vai passar de novo. A decisão deve ser tomada".

Vivenciamos esta parábola na prática um dia na cidade de Campos de Jordão. Fomos tomar chá no hotel Toriba e lá tem um lindo jardim e uma estação de trem. Sempre que íamos passar uma tarde neste hotel, antes de tomarmos o chá, passeávamos pelo jardim. Neste dia em especial, descemos na estação de trem e o Tommy falou essa nossa parábola, representando num teatro que é só do seu jeito especial de reprentação. Foi tão vivo para nós aquele momento, que nunca mais esquecemos. Eu agora posso vivenciá-lo na minha memória: vejo o Tommy andando, gesticulando, falando e no momento da representação da nossa parábola, o trem passou...foi tão vivo! E depois nos sentamos no banco da estação e como Jesus, ele explicou-me a parábola. Naquele dia nós estávamos para decidir uma oportunidade em nossa vida. Uma nova aventura adentrar.

As oportunidades estão por aí, muitas aparecendo em nossas vidas. Vou ou não pegar este trem agora, é uma decisão sábia que devo tomar diante da nova oportunidade.

sexta-feira, 10 de outubro de 2008

A MULHER E A SOLIDÃO




A SOLIDÃO




Anos distantes, em um dia, na minha infância...eu tinha 10 anos. Fomos com a minha classe da escola passear no zoológico. Que alegria! Minha mãe preparou minha lancheira com meu lanche preferido. Coloquei meu uniforme, arrumei meus cabelos e lá fui com minha mãe para a escola. Quando cheguei na escola, fomos todos para a nossa classe esperar o ônibus chegar. Eu estava muito ansiosa. O ônibus chegou!!! Formamos uma fila e quando me vi, estava no último lugar, pois precisei ir ao banheiro antes da partida. Entramos no ônibus e cada duas pessoas iam sentando nos assentos. E aí chegou a minha vez e como éramos em números impar...fiquei sózinha. Eu e uma poltrona ao lado vazia. Poltrona não fala e não ouve....então fui quieta em todo o trajeto. Eu era uma sobra. Senti a solidão em pessoa dentro de mim. Deixei umas lágrimas escorrerem no meu rosto e logo limpava para ninguém me ver chorando. O fato de eu estar sózinha no último banco, estragou todo o meu passeio. O sentimento da solidão entrou na minha alma e a dominou..... EU PERGUNTO: Será que nenhum professor está preparado para passear com os alunos e nem perceberem que um aluno pode ficar sózinho no banco e sofre de solidão? Será que a professora esqueceu que seu número de alunos era ímpar e um sobraria? As escolas e faculdades preparam os alunos para darem a aula e ponto final. Preparam professores intelectuais que se preocupam com a mente e o conhecimento. Não há um preparo para cuidar da alma do seus alunos. Os professores olham as lições de casa e corrigem provas, mas nem se preocupam com os sentimentos de seus alunos. Eles não foram preparados para terem inteligência emocional. O QUE EU FARIA? Eu colocaria três alunos num mesmo banco ou até convidaria o aluno para se assentar comigo. Iria até ele e explicaria a situação do número impar e daria sugestões para ele escolher o que mais lhe agradesse. Mas não tive essa sorte....fiquei sózinha no meio do nada. Você já deve ter ouvido dizer que o lugar mais solitário do mundo pode ser no meio de uma multidão. Isso realmente é verdade. Você talvez fosse a última garota a ser chamada numa partida de queimada ou ultima a ser escolhida para o jogo de volei. Talvez fosse a menina que foi esquecida de ser convidada para a festa da amiguinha. Ou ficou sózinha no recreio, porque sua amiga a deixou para ficar conversando com a outra colega. Na festa, sobrou, nenhum garoto te chamou para dançar. E quando suas amigas começam a namorar e você não....elas saem no sábado com seu namorado e você coloca o pijama e fica comendo pipoca vendo televisão no pleno sábado. Sentimos só quando nosso namorado de anos termina o namoro. Sentimos solitários, quando só nós tiramos nota baixa de matemática. Sós quando o marido nos abandona por outra mulher e as vezes bem mais jovem. Sente-se só quando os filhos se casam, ou seu marido morreu ou foi o seu filho que faleceu. O que sentiu? Foi o mesmo que senti naquela manhã que fiquei sentada sózinha. Quando somos adolescentes é possível esconder qualquer emoção ruim sentida e duplica-la em intensidade uma cem vezes. Os adolescentes,alguns jovens e mulheres não tratadas na alma, não tem calos emocionais. Pois tudo ligado a auto estima está na superfície da alma e a dor entra e penetra em todo ser. Dói toda a alma. Quantas marcas recebemos em nossa adolescência e não a tratamos e elas continuam lá dentro da nossa alma. A solidão é uma delas, e creio que esta dor deixa marcas na nossa auto estima. Ela tem amigos e eles se chamam, insegurança,rejeição, medo de se relacionar, timidez e ela pode provocar uma fobia social. Todas nós passamos por momentos em que nos sentimos abandonadas e solitárias. Deixadas para trás. Esquecidas. Isoladas. É a solidão. No salmo 22:1; Davi escreveu o que muitas de nós já sentimos: "Meu Deus, meu Deus, porque me deixaste assim tão sózinho? Porque eu vivo pedindo socorro, gritando pela sua ajuda e tu não me respondes?"
Davi também sentiu solidão, ele lutou e aprendeu algo para esta ocasião. Outro personagem bíblico também sentiu solidão, foi Elias. Depois de enfrentar Jesabel, uma mulher cruel e uma conspiração contra si, ele fugiu para o deserto. Ficou 40 dias em solidão total, sentindo-se rejeitado, em depressão e abandonado por todos. Um dia entrou numa caverna e Deus conversou com ele e deu muito amor, compreenção dos seus sentimentos e muito carinho. Elias ficou comovido com toda aquela demonstração de amor de Deus pela sua vida que saiu da caverna e ouviu Deus falar. Deus disse que ele não estava só. Mas algo acontece dentro de nós, no meio da solidão. Ficamos mais perto de Deus. Olhamos para dentro de nós e nos conhecemos melhor. Vamos aproveitar os momentos de solidão para conhecer o nosso interior melhor, ouvir o que o nosso corpo fala, sentir os verdadeiros sentimentos da alma e conhecer Deus na intimidade. Poderemos sair da solidão mais maduras, pessoas melhores, mais bondosas e amáveis. Sair prontas para dar o melhor que temos para as pessoas, servir o próximo que está sofrendo de solidão e fazer companhia para ela.